Em agosto: Alagoas disponibiliza novo modelo nacional para carteiras de identidade

O Instituto de Identificação de Alagoas adotará o novo modelo nacional de carteiras de identidade (CI) estabelecido pelo decreto 9.278/2018. A mudança busca alinhar os serviços de Identificação dos órgãos de Identificação Civil e Criminal do país com um único padrão de documento.

Com a mudança, a nova carteira de identidade trará diversas vantagens abrangendo uma série de novas informações. Entre elas, a inclusão de dados como nome social, número do CPF, da Carteira de Trabalho e Previdência Social, da Carteira Nacional de Habilitação, do Certificado Militar, do PIS/PASEP, do Título de Eleitor, do documento de identidade profissional e o Cartão Nacional de Saúde.

Outros benefícios para o cidadão é que o documento poderá contar, também, com informações sobre tipo sanguíneo, fator Rh e condições específicas de saúde que auxiliem no pronto atendimento em caso de emergências. Todas as informações poderão ser acessadas eletronicamente, através de um QR Code impresso na parte interna da carteira.

A nova CI começará a ser implantada a partir do próximo dia 26 de julho até o dia 12 de agosto, retornando o atendimento ao público no dia seguinte, 13 de agosto. Durante esse período de 12 dias úteis, os postos de identificação de todo o estado permanecerão fechados para que a empresa responsável pelo sistema integrado de cadastro de dados biográficos e biométricos possa realizar a migração, mapeamento de dados e a instalação do novo Sistema de Identificação Biométrica Automatizado (ABIS).

De acordo com o superintendente do II de Alagoas, Roney Presbítero, a implantação do novo modelo de CI foi elaborada levando em consideração a segurança e as necessidades dos cidadãos. Ele destaca que com essa conquista Alagoas se reunirá a um seleto grupo de estados que passará a usar o novo modelo antes de março de 2020, prazo previsto pelo governo federal.

“A modernização do sistema e o uso de uma nova tecnologia mais segura será para melhor atender a população, dando velocidade no atendimento e emissão do documento. Além disso, iremos garantir ampliação dos postos na capital e interior, ampliação do horário de atendimento ao público no interior do Estado, todos os postos serão informatizados, as ações itinerantes terão equipamentos informatizados, e uma economia financeira para os cofres públicos”, afirmou.

O superintendente do órgão, Roney Presbítero, explica ainda que pelo mesmo motivo, o agendamento eletrônico também será suspenso para esses dias. “Sabemos que se trata de um serviço essencial. No entanto, esta adaptação é obrigatória. Por isso, pedimos a compreensão de todos, visto que estamos conduzindo esse processo de mudança de forma que cause o menor transtorno possível a população”, esclarece.

Ascom – 18/07/2019

(Visited 3 times, 1 visits today)