Marx Beltrão critica ministro do Meio Ambiente e assina CPI sobre óleo nas praias do NE

O deputado federal Marx Beltrão (PSD) fez um duro discurso com críticas ao Ministério do Meio Ambiente (MMA) no plenário da Câmara dos Deputados nesta terça-feira (22). As críticas de Marx foram direcionadas à “impressionante a ineficiência e a inoperância do Ministério com relação aos derrames de óleo nas praias do Nordeste. Literalmente, o povo do Nordeste está limpando o mar com a mão. O ministro do Meio Ambiente esteve em Alagoas e não anunciou nenhuma medida para a limpeza, para apontar os responsáveis ou para punir aqueles que causaram tamanho desastre ambiental”, afirmou Beltrão.

“Mandei um requerimento solicitando informações ao ministro e sequer obtive respostas até agora. Acho que o ministro foi fazer turismo em Alagoas e apenas passear em nossas praias, já que não anunciou nenhuma medida. Este assunto é sério, afeta o meio ambiente e o turismo na região Nordeste” reiterou o parlamentar. No começo de outubro, diante das primeiras informações sobre a presença de óleo nas praias nordestinas, Marx Beltrão protocolou requerimento cobrando informações sobre o fato ao ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles.

O deputado, que coordena a bancada alagoana no Congresso Nacional, também assinou pedido de abertura de uma CPI, de autoria do deputado federal João Campos (PSB/PE), para investigar a causa do vazamento de óleo nas praias do Nordeste. “Esta CPI, diante deste desastre ambiental de proporções e autoria desconhecidas, será muito proveitosa e necessária” disse Beltrão. O parlamentar também cobrou medidas de apoio à limpeza das praias, relatando que os prefeitos das cidades litorâneas nordestinas atingidas pelo derramamento de óleo estão com a “cuia na mão”, tendo que mobilizar equipes e arcar sozinhos com custos altíssimos da limpeza das praias.

As manchas de óleo já atingiram 201 localidades de 74 municípios no litoral do Nordeste desde que apareceram no final de agosto. Já foram encontradas manchas de óleo desde a Reserva Extrativista (Resex) Cururupu, no Maranhão, a 157 km de São Luís até a Baia de Todos os Santos, em Salvador, lugar mais ao sul do Nordeste. Os dados constam no balanço divulgado pelo Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), em Alagoas. De acordo com o Ibama até o momento, 35 animais foram conhecidamente afetados: 17 tartarugas marinhas que morreram, 11 vivas; duas aves com óbito e duas vivas; e um peixe morto.

(Visited 1 times, 1 visits today)